A pronúncia italiana

A pronúncia italiana

Esta pequena aula sobre a pronúncia italiana pretende  ser um auxílio para quem está estudando italiano, ou para quem talvez queira melhorar sua forma de ler e pronunciar as palavras da língua italiana. É muito difícil aprender a pronúncia correta sem um contato “autêntico” e intenso com um professor ou com pessoas que falam italiano. Mas essa página com certeza resolverá  muitas dúvidas!

Em italiano a proximidade entre a palavra escrita e sua realização fonética é muito grande, e aprendendo poucas regras é possível saber –quase sempre- como um texto tem que ser pronunciado. Daremos exemplos, gravados em arquivos MP3, apenas dos sons que se diferenciam do português ou em que a forma gráfica (escrita) e fonética (o som) tem uma correspondência que precisa ser explicada. Tente repetir as palavras gravadas, imitando a pronúncia italiana: a melhora na sua pronúncia será evidente!

As vogais

Existem em italiano 5 vogais: a, i, e u têm apenas uma pronúncia possível. As vogais e e o, quando tônicas, podem ter um som aberto ou fechado, como em português.

Em italiano não existem sons “nasais”: é por isso que para nós é tão difícil pronunciar a palavra em português “criança”!

Escute o som destas quatro palavras, e observe como a pronúncia é aberta, sem sons nasais.

Panna, lama, lontano, angelo

As consoantes

“L”: esta letra, em português, frente a outra consoante tem um som quase de “U”, como na palavra “alma”. Isto não acontece em italiano, a “L” sempre tem a mesma pronúncia.

Alba, calmo, alto

“R”: tem sempre o mesmo som, também em início de palavra ou quando é dupla, entre vogais:

Roberta, Roma, carro

“D”, “T”: são sempre pronunciadas como fazem os habitantes do Sul do Brasil

Dieta, radio, media, stimolo, tirare, antico

“L” palatal: é um fonema que tem o mesmo som que encontramos em palavras portuguesas escritas com “lh”. Em italiano este som é escrito com uma combinação de três letras: gli. Exemplos: figlio; famiglia, aglio, maglietta, intruglio, foglio, foglia, pigliare, etc…

Figlio, aglio, maglietta

“N” palatal: corresponde ao português “nh”. Em italiano se escreve com gn. Exemplos: agnello, cognato, montagna, legna, gnomo, signore, magnífico, etc..

Montagna, magnifico, signore

As consoantes “C” e G” têm dois sons possíveis, um som velar como no português casa, quilo, queda; gota, guia, gasto etc.; e um som palatal como no português carioca Tio, leite; dia, jardim. Veja nesta tabela como estes sons são escritos:

C “velar”:

Casa, chiesa Michele, cosa, cuore

C “palatal”:

Micia, liceo, cima, bacio, ciurma

G “velar”:

Gatto, righe, maghi

G “palatal”:

Giardino, gelato, gioco, giusto

“S” palatal: é o som do português cheio, chinelo, lixo; em italiano, tem apenas uma forma de escrever este fonema: com as letras SC. Se estas duas consoantes são seguidas por a, o, ou u, para obter o som da “S palatal” preciso acrescentar um “i”.

liscia, scena, scivolo, sciopero, sciupare

Se vocês tiveram a paciência de seguir todas as explicações, já têm as ferramentas para ler e pronunciar corretamente. As regras podem parecer muitas, mas de verdade não são, e ler em italiano é infinitamente mais fácil do que ler em inglês, alemão, ou no mesmo português, exatamente porque na grande maioria dos casos uma dada forma escrita tem uma e só uma forma de ser pronunciada, e vice-versa um dado fonema tem, na grandíssima maioria dos casos, apenas uma forma de ser escrito.

E para se exercitarem, aproveitem dos ditados em italiano que preparamos para vocês!

 

 

Italianonline Escola de Língua Italiana
info@aulasitalianonline.com.br
  • Marco,

    Citei você no Carta da Itália.

    Sinto muito!
    😀